procura

Google

sexta-feira, 18 de julho de 2014

A Copa, eu, crianças, evangelismo e o Japão multiracial

Os pequeninos da família louvam a Deus!

*texto escrito originalmente para UBE blogs
 Meus queridos irmãos, vocês são realmente preciosos em minha vida! 

Acompanho um pouco do que tem acontecido na Copa do Mundo, mas jogo inteiro, mesmo... Eu só vi poucos minutos de uma partida, Brasil contra a Colômbia. Aqui no Japão as transmissões passam na alta madrugada, e sei de muitas pessoas - mas muitas pessoas, mesmo - que têm acordado para assistir! Minha tristeza é ver cristãos se aglomerando também nessa farra mas nos dias de vigília, apenas um punhado comparecendo na reunião de culto a Deus.



É até engraçada a vinheta que criaram para anunciar quando vai começar o jogo! Colocaram uma favela no meio da floresta amazônica, reduziram o mapa brasileiro a nada e colocaram os estádios um ao lado do outro!



Tenho a edição de uma entrevista com o Pastor Antônio, aquele da missão Vida Nova em Moçambique. Conheci sua esposa que agora está aqui no Japão apenas para buscar material. A vida dela renderia um ótimo texto ao União de Blogueiros Evangélicos, por tudo que tem vivenciado no campo missionário na África.



Entrevistei o Pr. Antônio e combinei com ele de postar sua entrevista aqui. Fiquei constrangida porque o conteúdo ainda não está pronto. Conversei com ele, pedi perdão pelo meu atraso na postagem. Ele disse que meu ministério na internet é importante - e eu nem sabia disso! Ele falou que os textos publicados na internet atingem lugares distantes que não tenho condições de saber. Imaginem a minha cara! Eu me desculpei e ganhei uma oração e um ministério!



Estou morrendo de vontade de parar de escrever por um tempo. Decidi investir em me profissionalizar na arte de cozinhar, tenho tido muitas encomendas, e atarefada desse jeito não consigo priorizar o texto. Mas tenho tanta história para contar!

Por exemplo, uma sobre a amiga tailandesa que Deus me presenteou! É um grande desafio em minha vida. Ainda estamos nos tornando amigas, e eu me aprimorando num inglês que eu nem sabia que tinha dentro de mim. Cultura totalmente diferente! Vocês não sabem o que tenho comido em nome dessa nova amizade. O tanto que eu posso, tenho lido muitos textos e assistido vídeos sobre a cultura e costume da Tailândia (risos). Ela é uma jovem muito sofrida em sua relação conjugal, ficou cinco anos isolada da sociedade pelo marido, mas Deus abriu as portas e nós nos conhecemos. Seu companheiro ainda não a proibiu de conversar comigo, e Deus não vai permitir, pois essa porta foi o Senhor quem abriu para eu evangeliza-la. 

Acho que desde sempre amo a Obra Missionária, e sei que tenho minha limitação, jamais deixaria minha família para ser missionária mundo afora, mas se tem uma coisa que eu não deixo passar é alguém do meu lado que não conhece a Jesus. Eu corro atrás dela. Acho que as outras irmãs da igreja que eu congrego vêem como anormal (risos). Mas tudo bem, estou feliz porque duas moças que evangelizei no começo desse ano estão firmadas em Deus e sofrem da mesma "doença" que eu, não conseguem ficar perto de alguém sem falar de Jesus.

Recentemente, tivemos um evento ao ar livre. As minhas crianças louvaram em japonês! Quanto orgulho! 

Tenho tido muitas oportunidades de cantar nas igrejas daqui, mas neste último mês fiquei afônica por três dias e agora passo para a terceira semana sofrendo de rouquidão e dor na garganta ao emitir som. Ainda não fui ao médico, mas estou começando a me preocupar. 

Olhem só! Eu e o meu inseparável iPhone, escrevendo sem parar. Bom, finalizo esta “carta”. Espero que continuem orando por mim, assim como não me esqueço de orar por vocês.  

A paz!

2 comentários:

Joao Cruzue disse...

Oi Irmã Cintia,

Que bênção! A paz do Senhor de São Paulo. Estou meio sumido por causa do TCC do me curso de Pós. E meu notebook também teve problemas...

Cintia Kaneshigue disse...

A paz s. João! amem, eu também estou sumida, rsrs



Todos os artigos podem ser copiados, desde que citada a fonte.